Quinta, 13 de Junho de 2024 17:29
95 98113 6002
Esportes SELEÇÃO BRASILEIRA

Endrick brilha e Brasil vence o México em amistoso nos EUA

Seleção Brasileira usou time alternativo; jogo precisou ser paralisado por cantos homofóbicos

09/06/2024 06h19
Por: Ribamar Rocha Fonte: Ana Cristina Schwambach da CNN
Endrick comemorando o gol da vitória do Brasil sobre o México em amistoso - Omar Vega/Getty Images
Endrick comemorando o gol da vitória do Brasil sobre o México em amistoso - Omar Vega/Getty Images

O Brasil venceu o México por 3 a 2 neste sábado (8) em amistoso preparatório para a Copa América que teve emoção até o fim. No Estádio Kyle Field, em College Station, nos Estados Unidos, Andreas Pereira e Gabriel Martinelli fizeram 2 a 0 para o Brasil. Quiñones e Guillermo Martínez empataram para a Seleção Mexicana. Nos acréscimos, Endrick fez o gol da vitória brasileira.

Dorival Jr. aproveitou o amistoso para fazer testes no time titular da Seleção e poupou titulares como Raphinha, Vinícius Jr. e Rodrygo. Apesar disso, a aguardada estreia de Endrick entre os titulares não aconteceu, o atacante começou entre os reservas e entrou no segundo tempo.

O Brasil volta a campo na próxima quarta-feira (12) em mais um amistoso, dessa vez contra os Estados Unidos. Esse será o último jogo preparatório para a Copa América, que começa no dia 20 de junho.

O Seleção Brasileira estreia na competição contra a Costa Rica, no dia 24, em Los Angeles. Paraguai e Colômbia completam o grupo do Brasil.

O jogo

A equipe alternativa usada por Dorival começou indo para cima do México. Martinelli quase abriu o placar no primeiro minuto de jogo e o primeiro gol saiu pouco depois, aos quatro, pelos pés de Andreas Pereira, que limpou dois marcadores antes de chutar no canto. Belo gol.

Depois do início intenso, o Brasil tirou o pé do acelerador e o jogo ficou morno até o fim da primeira etapa.

A Seleção começou melhor também o segundo tempo e balançou as redes mais uma vez. Yan Couto recebeu lançamentou de Militão e tocou para Martinelli ampliar.

Mas ao contrário do primeiro tempo, o gol não fez o jogo esfriar. Dorival mexeu no time e promoveu a entrada de Endrick, que já chegou levando perigo ao gol do México. Apesar das chegadas brasileiras, foram os mexicanos que chegaram ao gol na sequência. Vega cruzou na medida para Quiñones diminuir.

Depois do gol, o México acordou no jogo e conseguiu criar mais chances. O gol de empate saiu já nos acréscimos do jogo. Guillermo Martínez cabeceou e Alisson fez boa defesa, na sobra o próprio Martínez ficou com a bola e bateu no canto.

Quando o empate parecia decretado, a estrela de Endrick brilhou mais uma vez. Vini Jr. cruzou para o jovem de 17 anos marcar de cabeça o gol da vitória brasileira aos 50 minutos do segundo tempo.

110 anos da CBF

O goleiro Alisson trocou a tradicional camisa número 1 pela camisa 110 no jogo deste sábado (8). O número é uma homenagem ao aniversário de 110 anos da CBF, que foi fundada no dia 8 de junho de 1914, no Rio de Janeiro.

Cantos homofóbicos e invasão

Aos 13 minutos do segundo tempo a partida precisou ser paralisada devido a cantos homofóbicos na torcida do México. O árbitro chamou os jogadores para se reunirem no círculo central durante a paralisação.

Uma mensagem contra cantos discriminatórios apareceu no telão e também foi lida no sistema de som do estádio.

Já no fim da partida, aos 41 minutos, o jogo precisou ser paralisado novamente por uma invasão de campo.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias