Terça, 24 de Maio de 2022 17:32
95 98113 6002
Meio ambiente MAIS QUENTE

2021 ficou entre os anos mais quentes da história, aponta agência da ONU

Dados mostram que o período de sete anos, entre 2015 e o ano passado, reúne as temperaturas mais altas já registradas pela Organização Meteorológica Mundial

19/01/2022 10h17 Atualizada há 4 meses
Por: Ribamar Rocha Fonte: Leonardo Lopes e Luana Franzão - CNN
Foto Divulgação
Foto Divulgação

Uma análise feita com dados consolidados de seis bases de dados internacionais sobre temperaturas globais mostrou que 2021 foi um dos anos mais quentes da história.

Segundo a Organização Meteorológica Mundial (OMM), o ano passado está entre os sete mais quentes já registrados na história.

 

O grupo dos sete anos mais quentes inclui todos os anos desde 2015. Entre eles, o ano de 2016 lidera o ranking de temperatura global, seguido de 2019 e 2020.

A agência da ONU (Organização das Nações Unidas) especializada em meteorologia pontua que as temperaturas médias globais foram temporariamente resfriadas, entre 2020 e 2022, pelo fenômeno La Niña.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O La Niña é o nome dado aos efeitos do resfriamento anormal das águas do Oceano Pacífico, que altera a dinâmica de circulação na atmosfera e colabora, por exemplo, com o resfriamento da temperatura média global.

No Brasil, um dos efeitos derivados do La Niña são as chuvas que foram vistas no início do ano, que deixaram ao menos 59 mortos em 10 estados brasileiros.

“Eventos consecutivos de La Niña significam que o aquecimento de 2021 foi relativamente menos pronunciado em comparação com os últimos anos. Mesmo assim, 2021 ainda foi mais quente do que os outros anos influenciados pelo La Niña”, declara o secretário-geral da OMM, Petteri Taalas.

Pelo menos 22 morreram após inundações e deslizamentos de terra na Índia
Fortes chuvas provocaram ao menos 46 mortes na Índia em 2021/ Reprodução/CNN Brasil

“O aquecimento generalizado de longo prazo como resultado do aumento dos gases de efeito estufa na atmosfera é agora muito mais relevante do que as variações anuais nas temperaturas médias globais causadas por fatores naturais do clima”, complementa.

Os dados levantados pela agência ao longo dos anos mostram que desde os anos 1980, o planeta fica mais quente a cada década, e a expectativa é que a tendência se prolongue.

O ano de 2021 será lembrado por temperaturas que quebraram recordes de quase 50°C no Canadá, comparáveis aos valores registrados no deserto da Argélia, chuvas excepcionais e enchentes mortais na Ásia e na Europa, além da seca em partes da África e da América do Sul. Os impactos das mudanças climáticas e perigos relacionados à temperatura tiveram efeitos devastadores em comunidades de todos os continentes.

Petteri Taalas, secretário-geral da OMM

O ano de 2021 também foi marcado pela Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, a COP 26, que ocorreu em Glasgow. No evento, foram discutidas medidas para retardar e atenuar os efeitos das ações da humanidade no clima e no meio ambiente, que podem colocar em perigo a perpetuidade da vida na Terra.

Um dos pontos mais discutidos no evento foi a dependência dos combustíveis fósseis, como o petróleo, que sabidamente são responsáveis por emissões massivas de gases do efeito estufa. As decisões, no entanto, não foram tão incisivas quanto o exigido para o nível de alerta climático, na avaliação de especialistas.

Pessoas em praia de British Columbia, no Canadá, durante onda de calor
Pessoas em praia de British Columbia, no Canadá, durante onda de calor /

Acordo de Paris é um dos principais tratados que regem a ação internacional no combate às mudanças climáticas. Nele, foi determinado que a temperatura média global deve se manter a 2°C abaixo dos níveis pré-industriais, buscando sempre mantê-la abaixo de 1,5°C. O ano de 2021 registrou uma temperatura média de 1,1°C acima dos níveis pré-industriais, um número mais próximo do que o desejável da meta final.

A OMM destaca que a temperatura é apenas um dos indicativos aos quais deve-se prestar atenção quando se fala em crise climática. A concentração de gases do efeito estufa, a temperatura e pH das águas oceânicas, os níveis oceânicos globais e a massa glacial são alguns outros exemplos.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Boa Vista - RR
Atualizado às 18h26 - Fonte: Climatempo
29°
Pancada de chuva

Mín. 23° Máx. 32°

33° Sensação
13 km/h Vento
70% Umidade do ar
83% (15mm) Chance de chuva
Amanhã (25/05)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 25° Máx. 34°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Quinta (26/05)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 24° Máx. 30°

Sol com muitas nuvens e chuva
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias