Quinta, 13 de Junho de 2024 17:03
95 98113 6002
Cultura GESTÃO PARTICIPATIVA

Governo reúne setor cultural para discutir edital da Lei Paulo Gustavo

Trata-se de um momento de debate com todos os profissionais ligados ao setor cultural em Roraima, onde cada um terá a oportunidade de apresentar as demandas e as sugestões para a construção do Edital

24/05/2023 15h14
Por: Ribamar Rocha Fonte: Lidiane Oliveira - Secom Roraima
FOTOGRAFIA: Ayla Grandez
FOTOGRAFIA: Ayla Grandez

Com a publicação do decreto de criação da Lei Paulo Gustavo os estados brasileiros iniciaram o plano de trabalho para a construção do Edital da Lei, e o Governo de Roraima, por meio da Secult (Secretaria de Cultura) saiu na frente com a realização de uma Escuta Pública que iniciou na terça-feira, 27, no Plenário Valério Caldas de Magalhães, na Assembleia Legislativa de Roraima.

Trata-se de um momento de debate com todos os profissionais ligados ao setor cultural em Roraima, onde cada um terá a oportunidade de apresentar as demandas e as sugestões para a construção do Edital que vai destinar à Secult cerca de R$ 19,4 milhões, para administração e execução de projetos na área cultural.

O governador Antonio Denarium destaca a importância de ouvir todos os segmentos e construir o edital de forma participativa, contemplando as demandas setoriais e assim obter resultados mais satisfatórios.

“Esse é um momento muito importante para todo o nosso estado de Roraima, os integrantes dessa área e a população em geral. Esse é um evento que reúne toda a classe cultural, e aqui queremos ouvir os anseios e fazer a construção de um edital que atenda todas as categorias de forma com que esse recurso chegue até a ponta”, esclareceu o governador.

O secretário adjunto de Cultura, Jaffé Oliveira, ressalta que a proposta é construir um vínculo entre a gestão e os profissionais que atuam no setor, por isso a sociedade está sendo chamada para dar a sua contribuição.

“O evento conta com apoio da Assembleia que cedeu o espaço e estamos até sábado de portas abertas esperando todos que tenham interesse em participar porque é necessário passar por esse momento de ouvir as demandas e assim possamos seguir com força total para a construção do edital”, complementou.

 

Entidades aprovam iniciativa do governo

Para o presidente da Associação dos músicos, técnicos de sonorização, iluminadores e auxiliares, Gabriel Carreiro, o Governo de Roraima está de parabéns pela iniciativa de ouvir a classe cultural.

“Esse momento é importantíssimo pois a sociedade civil envolvida como poder público é algo novo e com essa parceria temos uma decisão de algo que não é unilateral, quando juntos construímos e a gente se sente parte do processo e esse momento em que o poder público se une e é algo que poderá ser celebrado hoje e futuramente”, salientou.

Silvana Demétrio Magalhães também recebeu com alegria a notícia e veio representar a Comunidade da Barata, no município de Alto Alegre, que desempenha ações para ampliar o empreendedorismo cultural na região.

“É uma alegria poder falar sobre os projetos desenvolvidos na região que poderão no futuro ser fortalecidos e alcançar mais pessoas da comunidade. Temos, por exemplo, o Coral Macuxana com mais de 100 crianças que existe há anos e nos últimos dois meses temos despertado para o empreendedorismo cultural que nos garantiu explorar também a dança e o artesanato”, disse.

Eu acredito que quem ganha são as comunidades em geral e essa é uma oportunidade que o Governo está nos dando, trabalhando a arte e a música é muito gratificante, e essa Escuta tem sido fundamental por isso fizemos questão de vir participar e dar a nossa contribuição”, agradeceu. 

 

CRONOGRAMA

Nesta quarta-feira, dia 24, estão sendo ouvidos os profissionais que atuam nos segmentos artes visuais, cultura indígena e literatura, no período das 14h às 20h30.

Na quinta-feira, dia 25, os segmentos capoeira, terreiros e gastronomia participam do debate, no mesmo período. Na sexta-feira, dia 26, audiovisual, das 9h às 11h, economia criativa e gestão e pesquisa, das 14h às 18h.

No sábado, dia 27, das 8h às 12h, será o momento de ouvir os profissionais que atuam com espaços culturais e artes cênicas e das 14 às 16h será o momento do segmento inclusão e ações afirmativas.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias